Mix de Notícias com Élvia Moraes – 12/09/2017

Senado pode votar hoje o fim do horário eleitoral gratuito
Para muitos quando as emissoras de rádio e televisão exibem a seguinte mensagem … é hora de desligar a televisão ou mudar para os canais de TV por assinatura. Mas essa realidade pode mudar a partir de hoje. Está na pauta de votação do Senado, projeto que restringe o horário eleitoral gratuito. Ou seja, será exibido apenas por emissoras de rádio e televisão sob responsabilidade do poder público.
A proposta integra o projeto de lei que cria o Fundo Especial de Financiamento de Campanha que pode chegar a R$2 bilhões de reais. Se o projeto for aprovado, os partidos terão que optar se querem ou não investir na propaganda de rádio e televisão que passará a ser paga nos moldes cobrados pelas empresas.
Vale lembrar que o horário eleitoral gratuito sai de graça apenas para os políticos. Na verdade, quem paga a conta é o contribuinte. A legislação prevê 80% de dedução do imposto de renda do que as empresas receberiam caso vendessem o espaço para a publicidade comercial.
No ano passado, a propaganda política obrigatória no rádio e na televisão custou R$576 milhões de reais.
Codau descarta medidas mais severas para conter desperdício
Há três anos quando a seca castigou o país, em Uberaba não foi diferente. O Codau adotou medidas de fiscalização e multa para conter o desperdício. Pelo menos por enquanto, essa possibilidade está descartada. É o que afirma o diretor financeiro Luiz Antônio Molinar
Até agora apenas 43% do eleitorado uberabense foi biometrizado
Há cinco meses para o fim do prazo de recadastramento eleitoral apenas 43% do eleitorado uberabense compareceu à Justiça Eleitoral para fazer a biometria. A orientação do chefe de cartório Alexandre Peterman.  É não deixar para a última hora.
Compartilhar: